Praticando e aumentando funções executivas em crianças

Habilidades executivas e autorregulação do comportamento promovem um bom suporte para a aprendizagem e o desenvolvimento.
E, enquanto não nascemos com estas habilidades, nascemos com a capacidade de desenvolvê-las, através das interações e da prática.
Ao longo do desenvolvimento os jogos que são mais indicados para cada idade vão alterando. Mas, as diferentes modalidades citadas aqui continuam sendo importantes, independente da idade.
Fizemos uma junção de alguns exemplos de atividades para incentivarmos e praticarmos com nossos filhos, em média, a partir dos três anos.

Jogos de Tabuleiro

Através de jogos que exigem um planejamento estratégico, a criança desenvolve habilidades de memória operacional, trabalhando junto com um plano básico, para efetivamente colocar em prática e jogar!

 

 

  • Xadrez, Damas e Trilha
  • Ludo e Resta Um
  • Batalha Naval e Cilada

 

 

Trazem benefícios como: (a) Aprender a lidar com regras; (b) Fazer planejamentos de curto e longo prazo; (c) Ajustar estratégias em resposta aos movimentos oponentes.

Crianças maiores ou adolescentes podem praticar jogos com enigmas como caça palavras e sudoku.

 No caso de vídeo games devem priorizar jogos que envolvem reações rápidas, atenção, mundos imaginários que exigem mudanças e monitoramento, evitando jogos com violência.

 

 

Jogos de cartas

Jogos com cartas são ótimos para exercitar a memória operacional e praticar a flexibilidade cognitiva. Eles podem exigir respostas rápidas e são dos mais variados.

  • Mico
  • UNO
  • Buraco
  • Jogo das três cartas

Atividades físicas e jogos com música

  • Estátua
  • Ciranda
  • Jogos do tipo “quem ele é?”
  • Jogos de mímicas

Ajudam a criança a praticar atenção e inibição de comportamentos.

Jogos com bola com rápidos movimentos requerem constante monitoramento, seguimento de regras e autocontrole, além de exigirem atenção e coordenação.

Aprender a tocar um instrumento, dançar ou cantar são excelentes para desenvolver habilidades de atenção, automonitoramento de ações, memória operacional e flexibilidade cognitiva.
 
Lembre-se de levar em conta os interesses do seu filho, além de determinar o tempo dedicado a estas atividades! 😉
Fonte:
http://developingchild.harvard.edu/

One thought on “Praticando e aumentando funções executivas em crianças

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *